Associado Destaque da Semana - APA (Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos da região de Atibaia)

Publicado em 24/11/2016
Imagem do Artigo Associado Destaque da Semana  - APA (Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos da região de Atibaia)

Conheça a história da Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos da Região de Atibaia.

Há cerca de 30 anos começava em Atibaia a busca dos artesãos por um espaço para apresentar as suas criações à população e aos visitantes da cidade. O primeiro passo, na época, foi a criação de uma entidade, estimulada pelo então prefeito Cido Franco. A idéia de uma associação surgiu; inicialmente, eram apenas dez artesãos com muita vontade de construir algo novo na cidade.

Nessa luta é indispensável citar o apoio das irmãs Lourdes Ferraz e Sílvia Ferraz, que cederam o famoso “Casarão Júlia Ferraz” para que os artesãos fizessem suas reuniões e expusessem  seus trabalhos. De acordo com a artesã Arlete Virtuzzo Zacharias, que acompanha a entidade desde a sua fundação, Lourdes  chegou a percorrer os sítios da cidade para recolher peças feitas em crochê para expor no casarão.

A Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos da Região de Atibaia nasceu oficialmente com a homologação de seu estatuto, em 11 de março de 1986, estatuto assinado pelos 17 associados fundadores, que merecem ter os seus nomes aqui citados: Moisés de Oliveira, Paulo Romariz de Araújo, Maria Moisés, Paulo César Zanoni, Manuel Donizzeti Caires, Telma Santos Caires, Marta Duarte, Odete Terezinha do Amaral Marques, Alexandre Pereira de Campos, Sonia Regina de Almeida, Roberto da Silva, Neide Anselmo Russomano, Bertolina da Silva, José Barnet y Vives, José Silvério Godoy, Lucas Lampros Inchaurraga, Carlos de Moura Júnior.

“Na época, boa parte dos artesãos atibaienses faziam trabalhos simples com material reciclável”, relembra Arlete. Hoje, tanto as peças como os artistas que nascem em Atibaia estão bem diferentes e o artesanato vem ganhando força e profissionalismo ao longo do tempo.

Mas a principal marca desses últimos 30 anos foi mesmo a busca por um espaço definitivo para abrigar a sede e os trabalhos dos artesãos. Nessa luta, por falta de local, as primeiras reuniões foram realizadas na Biblioteca Municipal e algumas exposições aconteceram em locais cedidos pelo Banco do Brasil e Banco Itaú.

Numa peregrinação de anos, o primeiro espaço, o então chamado “Galpão das Artes”, ficava na rua Manoel Neto, ao lado do Cine Atibaia. Esse galpão ainda existe, abandonado, logo abaixo da loja da Nutrilevis. Foi lá que, num concurso, foi escolhido o símbolo da APA,  a logomarca com aquela mãozinha, criado pela artista plástica Sonia Schäfer, ainda nossa associada.  Na mesma época, também expúnhamos os nossos trabalhos num espaço cedido pelo pastor Haddad.

Em seguida, ocupamos uma pequena casa, dentro do terreno do Balneário, hoje quase em frente ao Centro de Convenções. Também está abandonada.  Passamos para um espaço maior, uma casa, ainda no Balneário, mais próxima às quadras e piscinas, que, em data mais recente, serviu de sede à Secretaria de Cultura.

E fomos para o Parque Edmundo Zanoni.  Mas foi curta a nossa alegria, porque o prefeito Calegari precisou do Salão para a apuração das eleições. Mudamos às pressas para um prédio na Av. Lucas Nogueira Garcez, perto do lago do Major, onde hoje funciona uma escola de idiomas ... mas o prédio era antigo e as chuvas nos castigavam muito.

Nesse período foram realizadas exposições em lugares como a Secretaria de Turismo, Cosesp, Shopping Paulista, Sesc Interlagos e cidades como Amparo, Itatiba, Mairiporã. Alguns artistas expuseram em Brasília e fora do país, no Chile.

Mas não existe final feliz sem uma fada madrinha. Ela surgiu na figura de Eliane Zimbres, a fada madrinha das artes em Atibaia (a Fanfarra também agradece). Com sua intermediação, voltamos a ocupar o Salão do Artesão, no Parque Edmundo Zanoni, desde 1996. Até hoje, a APA funciona em conjunto com a Prefeitura, cujo apoio possibilita toda a sua ação social de uma entidade sem fins lucrativos.

A APA  se sente responsável pela existência de um trabalho voluntário pelas Artes de Atibaia. Hoje a cidade já colhe frutos divulgando a sua cultura, e nós nos orgulhamos de ter plantado muitas sementes (uma delas é este nosso portal www.arteseartesanato.com.br) .

Turistas e moradores já nos procuram quando querem presentear com originalidade e bom gosto, muitas vezes peças que serão levadas para outros países, como representativas de nossa arte brasileira.

Em 2004, numa tentativa de expansão e divulgação das artes, a APA criou a Feira de Artesanato da Matriz, com o intuito de ser mais um atrativo para o Centro Histórico da cidade, com brinquedos, artesanato, sebo, brechó, variedades ...   Hoje, a Feira é o nosso cartão de visita, o nosso abraço acolhedor ao turista que passa.

O Encontro Regional e Artes e Artesanato de Atibaia

Esse evento completou sua 3ª Edição, com realização da APA - Assoc. dos Artesãos e Artistas Plásticos de Atibaia em conjunto com a Prefeitura da Estancia de Atibaia através da Secretaria de Turismo.

Reúne artesãos para exporem suas artes em três dias de muito aprendizado e união de forças, simplesmente por acreditarem no trabalho de cada colega é que todos comparecem e se dedicam para mostrar o que a nossa região tem de melhor em artes e artesanato. O evento contou também com diversas apresentações culturais.